EDP é considerada a companhia elétrica mais sustentável do mundo no índice Dow Jones pelo segundo ano consecutivo

0
178

As boas práticas de sustentabilidade voltam a fazer o grupo EDP ser considerado, pelo segundo ano consecutivo, a companhia elétrica mais sustentável do mundo pelo índice S&P Dow Jones Sustainability Index (DJSI). Com uma classificação final de 90 pontos (em 100 possíveis) – bem acima da média do setor, que é de 50 pontos – a EDP chega a 15 anos consecutivos integrando o DJSI.

Entre as dimensões de sustentabilidade (ESG) que mais contribuíram para a boa performance destaca-se a de Governança & Economia, na qual a empresa conquistou a pontuação máxima em quatro dos nove critérios. A atuação em gestão da inovação também foi um diferencial, com a contribuição decisiva de projetos inovadores e relevantes para a transição energética, como é o caso do parque solar flutuante em Alqueva.

Também na dimensão Ambiental, o segmento de transporte e distribuição registou o maior crescimento na pontuação (mais 23 pontos). Já na dimensão Social, o destaque vai para a prevenção, segurança e saúde no trabalho, que tiveram uma das melhores variações positivas este ano (mais 10 pontos), e para a gestão de relação com clientes (mais 11 pontos).

No total de 27 critérios avaliados, há oito em que a EDP conseguiu a pontuação máxima de 100 pontos: materialidade, influência em políticas públicas, gestão de inovação, reporte ambiental, reporte social, cidadania/filantropia, riscos relacionados à água e oportunidades de mercado.

Performance de excelência há 15 anos consecutivos

Desde que, em 2008, passou a integrar o DJSI World e DJSI Europe a EDP melhorou significativamente a sua pontuação em relação à primeira classificação de 75 pontos. Em 13 dos 15 anos no qual esteve presente no índice, a empresa esteve entre as duas melhores do seu segmento. Um reconhecimento que reflete a solidez da estratégia da EDP, baseada na descarbonização, no desenvolvimento das energias renováveis e na promoção de um modelo de cultura de sustentabilidade e de impacto social positivo. Enquanto líder da transição energética, a EDP mantém-se alinhada com o desenvolvimento sustentável e com o combate às alterações climáticas, práticas fundamentais para garantir a proteção do ambiente e a criação de valor.

Na edição deste ano – que voltou a bater recordes de participação e de entradas nos índices de sustentabilidade – foram analisadas 3.519 companhias do S&P Global Broad Market Index (num total de 3.562 convidadas a participar na avaliação), distribuídas por 24 setores de atividade. Para integrar o DJSI World foram selecionadas 332 companhias, estando a EDP entre as oito utilities elétricas reconhecidas.

O Dow Jones Sustainability Index é uma referência mundial na área da sustentabilidade e foi criado em 1999 como o primeiro benchmark do desempenho não-financeiro para empresas cotadas a nível global. Além dos indicadores econômicos e financeiros, o índice avalia critérios como a transparência, o governo societário, a gestão do risco, as relações com os diversos stakeholders, a responsabilidade socioambiental, entre outras vertentes de ESG.

Atuação no Brasil

O Brasil é parte importante da estratégia em sustentabilidade da EDP, que tem como objetivo ser 100% verde até 2030. Com foco em liderar a transição energética, até 2025, o grupo deve investir cerca de R$ 18,2 bilhões no país, que é o seu segundo maior mercado, sendo R$ 5,7 bilhões em energia solar. Atualmente, vem desenvolvendo projetos de larga escala em geração solar no país, como as usinas solares Novo Oriente, em Ilha Solteira (SP), com capacidade de 254 MWac, e Monte Verde, que abrange os municípios de Pedro Avelino, Lajes e Jandaíra (RN) e possui capacidade instalada de 209 MWac. Os empreendimentos têm previsão de operação em 2024.

Sobre o Grupo EDP no Brasil

Presente em 29 mercados, o Grupo EDP está no Brasil há mais de 25 anos por meio das empresas EDP Brasil e EDP Renováveis, com R$ 41 bilhões em ativos no país, caracterizando essa como a segunda maior operação da companhia no mundo. Até 2025, o grupo deve investir cerca de R$ 18,2 bilhões no país, sendo R$ 5,7 bilhões em energia solar. A companhia conta com mais de 10 mil colaboradores diretos e terceirizados no Brasil e atua nos segmentos de geração, transmissão, distribuição e comercialização de energia, além do desenvolvimento, construção e manutenção de ativos eólicos e solares. A empresa oferece também soluções de energia voltadas ao mercado B2B, como geração solar distribuída, mobilidade elétrica e venda de energia no mercado livre. Na Distribuição, a EDP atende a cerca de 3 milhões de clientes em São Paulo e no Espírito Santo. Em 2022, foi eleita pelo terceiro ano consecutivo a empresa mais inovadora do setor elétrico pelo ranking Valor Inovação, do jornal Valor Econômico, e é referência em ESG, ocupando, em 2021, o primeiro lugar do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da B3, no qual figura há 16 anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here