ENEL DISTRIBUIÇÃO SÃO PAULO COMPARTILHA 25 DICAS PARA CURTIR O VERÃO ECONOMIZANDO NA CONTA DE LUZ

0
373

• Com o aumento das temperaturas no verão, o consumo de energia cresce, impactando o valor da fatura de energia;
• Pequenas mudanças de hábitos podem gerar um grande resultado e ajudar os consumidores a economizar;
• Verão também é o momento para ficar atento com a segurança das instalações para não estragar as férias da família

São Paulo, 18 de dezembro de 2020 – Com o início do verão e as temperaturas mais elevadas, os consumidores aumentam o consumo de energia para manter o conforto e o bem-estar de seus lares e estabelecimentos comerciais. É comum, nesta época do ano, o uso mais intenso de ventiladores, climatizadores e ar-condicionados, que, ao mesmo tempo que aliviam a sensação de calor, elevam a demanda por energia, com impacto significativo no valor final da conta de luz. No verão, o consumo chega a ser um terço maior do que em outras épocas do ano por conta do clima mais quente.

Em 2020, esse tema se torna ainda mais sensível, com as pessoas passando mais tempo dentro de casa por conta da pandemia e da necessidade de isolamento social para combater o avanço do novo coronavírus. Assim, ficar atento aos hábitos de consumo e ao tempo de uso dos equipamentos é importante para evitar surpresas desagradáveis no final do mês. Pequenas mudanças de hábitos, porém, podem trazer grandes resultados e ajudar os consumidores a economizar na fatura de energia.

A Enel Distribuição São Paulo preparou 25 dicas de economia de energia para ajudar os consumidores a curtirem o verão sem sobressaltos no final do mês. Confira abaixo:

Ar-condicionado: grande vilão do consumo de energia no verão, o uso correto do ar-condicionado permite conciliar conforto e bem-estar com economia na conta de luz. Veja algumas dicas:

I. Ao utilizar os equipamentos, a recomendação é fechar as janelas e portas para evitar que o aparelho use mais o motor para gelar o ambiente;

II. Evitar usar o ar-condicionado na temperatura de 18 graus. Temperatura na casa dos 21 ou 22 graus já garante o conforto necessário para o ambiente.

III. Desligue o aparelho se for ficar ausente do ambiente por um período superior a 1 hora.

IV. Lembre-se de limpar o filtro com frequência para evitar o uso excessivo do motor e uso ineficiente do aparelho.

V. Ao adquirir um equipamento novo, opte por aqueles que têm o Selo Procel, que indica o nível de eficiência por categoria.

VI. De preferência aos equipamentos com etiqueta A do Selo Procel, que são os mais econômicos da categoria.

VII. Ao comprar o ar-condicionado, dê preferência aos modelos com a tecnologia inverter. Apesar de um pouco mais caros, esses aparelhos podem trazer uma economia de até 40% em relação aos modelos tradicionais.

VIII. Adquira modelos com a capacidade adequada ao tamanho do ambiente. Consulte um técnico para escolher o modelo mais adequado para o local onde será instalado.

IX. Ao instalar, evite a incidência direta de sol no aparelho para não forçar o uso do motor e aumentar o consumo de energia.

X. Dê preferência para a utilização de ventilador, que é muito mais econômico.

Chuveiros elétricos: vilão do consumo de energia no inverno, o chuveiro tem um grande aliado no verão: a maior incidência do sol aumenta a temperatura, possibilitando uma economia no uso deste equipamento. Veja as dicas:

XI. Procure tomar banhos curtos. Com isso, economiza-se não apenas na conta de luz, mas no consumo de água, um bem escasso. Os aparelhos mais comuns têm potência de 5.500W, aproximadamente. Desta forma, um banho de 15 minutos por dia, para uma família de quatro pessoas, equivale ao consumo de energia de mais de 400 lâmpadas LED de 13W ligadas por uma hora, o que corresponde a cerca de R$ 100 na conta.

XII. Durante o verão, use o chuveiro na posição morno ou verão. Essa medida pode trazer economia de cerca de 30% na conta de luz, ou seja, R$ 30,00.

XIII. Outra sugestão é programar o banho para as horas mais quentes do dia.

Iluminação:

XIV. Aproveite a luz natural e abra as janelas e cortinas durante o dia, melhorando a ventilação do ambiente e diminuindo o uso de lâmpadas.

XV. Para paredes e tetos, dê preferência às cores claras, que refletem melhor a luminosidade.

XVI. Troque lâmpadas incandescentes por fluorescentes ou LED, que consomem de 60% a 80% menos energia.

XVII. Outra vantagem da lâmpada LED é a de esquentar menos o ambiente, o que reduz o uso de sistemas de refrigeração para o controle de temperatura.

Geladeiras:

XVIII. Não abra a porta sem necessidade e, caso abra, não deixe a porta aberta por muito tempo.

XIX. Não use a geladeira para esfriar o ambiente. Além de aumentar o consumo de energia, deixar a porta aberta por muito tempo força o motor do eletrodoméstico e reduz a vida útil do equipamento.

XX. Verifique se a borracha de vedação da porta está cumprindo sua função. Problemas na vedação aumentam o consumo de energia, uma vez que a porta não está fechando de forma correta.

XXI. Nunca utilize a parte traseira do equipamento para secar roupas ou sapatos.

Máquinas de lavar e secar:

XXII. Para otimizar o consumo de energia, utilize a capacidade máxima das máquinas de lavar e secar.

XXIII. Nas máquinas de lavar, fique alerta à quantidade de sabão, evitando repetir a operação de enxágue.

XXIV. Para os equipamentos com a função água aquecida, a distribuidora recomenda não usar esse recurso.

XXV. Durante o verão, seque, de preferência, as roupas em um varal, aproveitando o calor para diminuir o uso das secadoras. Utilize as secadoras apenas quando realmente for necessário.

Outras dicas de economia de energia que ajudam a controlar o valor da conta de luz e ajudam no orçamento:

TVs e computadores:

I. Evite deixar a TV ligada se ninguém estiver assistindo.

II. Programe o desligamento automático para evitar que o equipamento fique ligado durante a madrugada.

III. No caso do computador, desligue o aparelho sempre que ficar mais de 2 horas sem utilização; e o monitor, a partir de 15 minutos.

Stand-by:

IV. Desligue ou tire da tomada os eletrodomésticos que não estiverem em uso.

V. Evite deixar os aparelhos em modo stand-by, que segue consumindo energia.

VI. Sempre desligue os aparelhos ao sair de um ambiente e nas pausas para o almoço ou intervalos.

VII. Uma maneira de gerenciar os aparelhos é a instalação de tomadas inteligentes, que permitem monitorar, ligar e desligar equipamentos de forma remota.

Para quem vai sair de férias, a Enel Distribuição São Paulo dá dicas de segurança para evitar surpresas nos lares e estabelecimentos comerciais:

I. Ao viajar, desligue os aparelhos eletroeletrônicos das tomadas. Esse cuidado, além de economizar energia, evita acidentes, pois esses aparelhos podem entrar em curto e causar incêndio caso haja alguma alteração na rede elétrica provocada, por exemplo, por raios;

II. Nas brincadeiras ao ar livre, é importante manter as crianças afastadas da rede elétrica.

III. Não permita que as crianças subam ou apanhem frutas em árvores que estejam próximas à fiação;

IV. Em espaços fechados, como garagens, playgrounds ou até mesmo dentro de casa, evite deixar fios e extensões expostos e mantenha tomadas inativas cobertas e isoladas. As instalações elétricas devem estar em bom estado, não use fios emendados, velhos ou danificados.

Sobre a Enel Distribuição São Paulo
A Enel Distribuição São Paulo é uma empresa da multinacional de energia Enel. A companhia é a maior distribuidora do país, respondendo por 10,3% de toda energia distribuída no Brasil e atendendo 7,4 milhões de unidades consumidoras em 24 municípios da região metropolitana de São Paulo, incluindo a capital paulista, um dos principais centros econômico-financeiros do Brasil e do mundo. A estratégia de atuação da Enel é baseada no seu Plano de Sustentabilidade e nos compromissos assumidos com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here