ENEL DISTRIBUIÇÃO SÃO PAULO REGISTRA 56,8 MIL RAIOS NA SUA ÁREA DE CONCESSÃO EM 2021 ATÉ MARÇO, ALTA DE 27,15%

0
542

 ·         Concessionária compartilha 10 dicas de segurança para evitar acidentes causados pelas descargas atmosféricas em tempestades

São Paulo, 22 de abril de 2021 – A Enel Distribuição São Paulo, concessionária de energia elétrica que atua em 24 municípios da Grande São Paulo, contabilizou 56.879 raios em toda a área de concessão no primeiro trimestre de 2021. O número representa um crescimento de 27,15% em relação ao mesmo período, quando foram registradas 44.773 descargas atmosféricas. Os dados foram obtidos pelo Centro de Operação no Sistema de Monitoramento e Alerta de raios (Sisraios).

A ocorrência de raios é comum durante o Verão, período tradicionalmente caracterizado por um elevado volume de chuvas e tempestades. De acordo com o levantamento da companhia, foram registradas 17.060 mil descargas atmosféricas no mês de janeiro, 19.349 em fevereiro e 20.470 em março, a maior quantidade registrada. Segundo a análise do Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT) do Instituto Nacional de Pesquisa Espaciais (INPE), os principais fatores que influenciam a grande quantidade de raios na Grande São Paulo são o aumento da temperatura local e a poluição do ar.

“O monitoramento dos raios é uma atividade importante para definições de estratégias de atendimento, permitindo aos técnicos da companhia acompanhar, em tempo real, os impactos das descargas atmosféricas no fornecimento de energia elétrica para os nossos 7,4 milhões de consumidores”, explica o gerente da Central de Operação da Enel Distribuição São Paulo, Vinicyus Lima.

O Sistema de Monitoramento e Alerta da Enel Distribuição São Paulo emite boletins diários sobre as condições meteorológicas dos 24 municípios da área de concessão e antecipa contingências no atendimento de emergência. A ferramenta conta com previsão de chuvas, monitoramento das áreas e alertas de riscos para cada local monitorado.

Além dos impactos no fornecimento de energia, os raios também ameaçam a segurança da população. Por conta disso, a Enel Distribuição São Paulo compartilha 10 dicas e orientações aos seus consumidores para ficarem seguros em tempestades. Confira:

1.    Não use celular, secador de cabelo, ferro de passar e notebook ligados à tomada principalmente durante as tempestades, especialmente se estiver com as mãos ou pés molhados. Retire todos os equipamentos da tomada;

2.    Evite o uso de chuveiros e torneiras elétricas durante tempestades;

3.    Se possível, permaneça dentro de casa durante tempestades;

4.    Não realize trabalhos externos, como instalar antenas e calhas, especialmente em locais elevados;

5.    Evite contato com objetos metálicos, como cercas de arame e tubos metálicos, e não toque em linhas telefônicas ou elétricas;

6.    Nunca escale postes ou torres de energia para tentar se proteger das tempestades e enchentes;

7.    Evite estar em locais como campos abertos, piscinas, lagos, praias, árvores isoladas, postes e locais elevados.

8.    Se algum cabo da rede elétrica romper, ninguém deve se aproximar. A Enel Distribuição São Paulo e/ou a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros devem ser acionados imediatamente para interditar a área e resolver a situação;

9.    Em caso de inundações dentro de residências ou estabelecimentos, não entre em contato com as instalações elétricas;

10.  Depois que o nível da água baixar, procure um eletricista para rever a instalação elétrica do imóvel antes de religar os disjuntores;

Sobre a Enel Distribuição São Paulo

A Enel Distribuição São Paulo é uma empresa da multinacional de energia Enel. A companhia é a segunda maior distribuidora do país, respondendo por 10,3% de toda energia distribuída no Brasil e atendendo 7,4 milhões de unidades consumidoras em 24 municípios da região metropolitana de São Paulo, incluindo a capital paulista, principal centro econômico-financeiro do Brasil. A estratégia de atuação da Enel é baseada no seu Plano de Sustentabilidade e nos compromissos assumidos com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here